2051

Prefeitura Municipal de Antas

Pular para o conteúdo
Prefeitura Municipal de
Antas


Programas, Projetos, Ações e Obras


Nesta seção o cidadão encontra à implementação, acompanhamento e resultados dos programas, projetos, ações e obras dos órgãos e entidades públicas, bem como metas e indicadores propostos

Utilize o(s) campo(s) abaixo para pesquisar

Foram encontrados 7 resultados para a pesquisa.

PROGRAMA MAIS ALFABETIZAÇÃO

Número: 7

Responsável: SECRETARIA MUNICIPAL DE EDUCAÇÃO

Descrição: O Programa Mais Alfabetização será implementado no 1º ano e no 2º ano do ensino fundamental das unidades escolares públicas estaduais, distritais e municipais, por meio de articulação institucional e cooperação com as secretarias estaduais, distrital e municipais de educação, mediante apoio técnico e financeiro do Ministério da Educação.

Metas: O Programa Mais Alfabetização tem como principais finalidades: I - a alfabetização (leitura, escrita e matemática) dos estudantes regularmente matriculados no 1º ano e no 2º ano do ensino fundamental, por meio de acompanhamento pedagógico específico; e II - a prevenção ao abandono, à reprovação, à distorção idade/ano, mediante a intensificação de ações pedagógicas voltadas ao apoio e ao fortalecimento do processo de alfabetização. III - articular as ações do Programa, com vistas a garantir o processo de alfabetização dos estudantes regularmente matriculados no 1º ano e no 2º ano do ensino fundamental; IV - integrar o Programa à política educacional de sua rede de ensino e às atividades previstas no Projeto Político Pedagógico da unidade escolar; V - participar das ações formativas promovidas pelo Ministério da Educação, em articulação com a rede de ensino, no âmbito do Programa Mais Alfabetização;

Indicadores: Acompanhamento sistemático da evolução da aprendizagem dos estudantes regularmente matriculados no 1º ano e no 2º ano do ensino fundamental, planejar e implementar as intervenções pedagógicas necessárias para cumprimento das finalidades do Programa; Aplicação de avaliações diagnósticas e formativas, com vistas a possibilitar o monitoramento e a avaliação periódica da execução e dos resultados do Programa; Aplicar, no período definido pelo Ministério da Educação, as avaliações diagnósticas e formativas a todos os estudantes regularmente matriculados no 1º ano e no 2º ano do ensino fundamental e inserir seus resultados no sistema de monitoramento do Programa; e

Resultados: Fortalecimento e apoio as unidades escolares no processo de alfabetização, redução do abandono escolar, reprovação e distorção idade/ano.

AÇÃO NOVEMBRO AZUL

Número: 5

Responsável: SECRETARIA MUNICIPAL DE SAÚDE

Metas: Após o Outubro Rosa, uma campanha destinada à prevenção do câncer de mama, o Novembro Azul alerta para a conscientização do câncer de próstata. O câncer de próstata atinge grande parte da população masculina e, mesmo assim, ainda é um tema que enfrenta muitas barreiras. Quase 50% dos brasileiros nunca foram ao urologista e, em 2014, a projeção é de que 12 mil vão morrer da doença em função da descoberta em estágio avançado. Para quebrar o preconceito existente, o objetivo é conscientizar sobre a importância da realização dos exames periódicos relacionados ao câncer de próstata, que é o segundo mais recorrente em brasileiros, perdendo apenas para o câncer de pele.

Indicadores: Atenção a Saúde do homem, número de atendimentos voltados aos homens.

Resultados: A conscientização dirigida à sociedade, em especial aos homens, com o objetivo de orientar sobre as doenças masculinas em geral e a importância de se diagnosticar precocemente o câncer de próstata.

JORNADA PEDAGÓGICA

Número: 6

Responsável: SECRETARIA MUNICIPAL DE EDUCAÇÃO

Metas: Tem como objetivo mobilizar os saberes docentes para fortalecer o planejamento do ano letivo.

Indicadores: Professores e gestores da Rede Pública de Ensino de Antas.

Resultados: O evento tem a participação dos professores, diretores escolares e coordenadores pedagógicos, da Rede Pública de ensino de Antas

Informações Adicionais: I - Serviço Oferecido: II - Requisitos, documentos e informações necessárias para acessar o serviço: III - Principais etapas para processamento do serviço: IV - Prazo máximo para prestação do serviço: V - Forma de prestação do serviço: VI - Forma de comunicação com o solicitante do serviço: VII - Locais e formas de acessar o atendimento: VIII - Prioridades de atendimento: IX - Tempo para espera do atendimento: X - Prazos para realização do serviço: XI - Mecanismos de comunicação com os usuários: XII - Procedimentos para receber, atender, gerir e responder às sugestões e reclamações: XIII - Fornecimento de informações acerca das etapas, presentes e futuras, esperadas para a realização dos serviços, inclusive estimativas de prazos: XIV - Mecanismos de consulta, por parte do usuário, acerca das etapas, cumpridas e pendentes, para a realização do serviço solicitado: XV - tratamento a ser dispensado aos usuários quando do atendimento: XVI - Requisitos básicos para o sistema de sinalização visual das unidades de atendimento: XVII - Condições mínimas a serem observadas pelas unidades de atendimento, em especial no que se refere a acessibilidade, limpeza e conforto: XVIII - Procedimentos alternativos para o atendimento quando o sistema informatizado se encontrar indisponível: XIX - Outras informações julgadas de interesse dos usuários:

SERVIÇO DE CONVIVÊNCIA E FORTALECIMENTO DE VÍNCULO

Número: 2

Responsável: SECRETARIA MUNICIPAL DE AÇÃO SOCIAL

Metas: Desenvolvimento de atividades que contribuam no processo de envelhecimento saudável, no desenvolvimento da autonomia e de sociabilidades, no fortalecimento dos vínculos familiares e do convívio comunitário e na prevenção de situações de risco social; Possibilitar o acesso a experiências e manifestações artísticas, culturais, esportivas e de lazer, com vistas ao desenvolvimento de novas potencialidades.

Indicadores: Número de atendimento.

Resultados: Redução e prevenção de situações de isolamento social e de institucionalização; Prevenção as situações de risco social e vulnerabilidades, ampliando as trocas culturais e de vivências, desenvolvendo o sentimento de pertença e de identidade, fortalecimento de vínculos e incentivo a socialização e a convivência comunitária.

Informações Adicionais: A intervenção deve estar pautada nas características, interesses e demandas dessa faixa etária, incluindo vivencias que valorizem suas experiências e que estimulem e potencializem a condição de escolher e decidir.

PROGRAMA SAÚDE NA ESCOLA

Número: 3

Responsável: SECRETARIA MUNICIPAL DE SAÚDE

Metas: O programa inclui ações de promoção da saúde, prevenção, recuperação, reabilitação de doenças e agravos mais frequentes.

Indicadores: Número de escolares atendidos resposta a questionário de avaliação.

Resultados: O Programa Saúde na Escola (PSE) visa à integração e articulação permanente da educação e da saúde, proporcionando melhoria da qualidade de vida da população brasileira.

Informações Adicionais: O público beneficiário do PSE são os estudantes da Educação Básica, gestores e profissionais de educação e saúde, comunidade escolar e, de forma mais amplificada, estudantes da Rede Federal de Educação Profissional e Tecnológica e da Educação de Jovens e Adultos (EJA). As atividades de educação e saúde do PSE ocorrerão nos Territórios definidos segundo a área de abrangência da Estratégia Saúde da Família (Ministério da Saúde), tornando possível o exercício de criação de núcleos e ligações entre os equipamentos públicos da saúde e da educação (escolas, centros de saúde, áreas de lazer como praças e ginásios esportivos, etc). No PSE a criação dos Territórios locais é elaborada a partir das estratégias firmadas entre a escola, a partir de seu projeto político-pedagógico e a unidade básica de saúde. O planejamento destas ações do PSE considera: o contexto escolar e social, o diagnóstico local em saúde do escolar e a capacidade operativa em saúde do escolar.